FacebookPinterestTwitter
1. Outubro 2020

WORKSTATION FOTÓGRAFOS

-  ModaLisboa,  ModaLisboa Mais

WORKSTATION FOTÓGRAFOS

Para além dos cinco designers de Moda que fazem da experimentação uma constante (António Castro, Archie Dickens, Filipe Augusto, Opiar e Saskia Lenaerts), a WORKSTATION regressa com dois fotógrafos totalmente diferentes, totalmente sagazes e totalmente livres. Tomás Monteiro e Ana Paganini são os nomes que irão captar a MODALISBOA MAIS sem regras, imposições ou dogmas. Nesta edição, não haverá exposição em formato físico, mas antes uma exposição virtual nas plataformas digitais da MODALISBOA MAIS.

ANA PAGANINI

Ana Paganini (Lisboa, 1995) desenvolve um trabalho documental que parte de temas como memória, identidade e pertença, onde procura os negros profundos e uma luz ténue que ilumina apenas o necessário. As suas fotografias propõem ao observador uma ligação íntima com quem fotografa. Em 2014 mudou-se para Londres onde estudou Direção de Fotografia e Cinema no London College of Communication. Em Londres desenvolveu trabalhos de backstage nos teatros do West End e fez fotografia de cena para filmes. Desde que se mudou para Lisboa, em 2018, expôs na Casa Independente e na Mostra, entre outros sítios, e continua a trabalhar como freelancer.

TOMÁS MONTEIRO

Tomás Monteiro (1994) iniciou os seus estudos de fotografia em 2011, mas foi no fim do curso, num estágio em Roma, que começou a entender o poder da imagem. A passagem pelo Conservatório Nacional de Música, a par dos estudos em fotografia, fê-lo entender o seu fascínio por documentar outros mundos e retratar diferentes pessoas. Em 2014/15 decide então enveredar exclusivamente pelo caminho da fotografia, tendo guardado em si o documentar dos bastidores da ModaLisboa como um ponto de partida incontornável. Desde esse momento, tornou-se parte integrante de vários mundos onde até então apenas sonhara entrar. Colabora desde essa altura com pessoas de vários panoramas artísticos, tendo como base a motivação de retratar pessoas e documentar o que nem todos podem ver.