FacebookPinterestTwitter
6. Janeiro 2021

PODE A INDÚSTRIA DO CALÇADO SER UMA FORMA DE ARTE?

-  Apiccaps

PODE A INDÚSTRIA DO CALÇADO SER UMA FORMA DE ARTE?

A APICCAPS apresentou esta terça-feira a nova campanha Portuguese Shoes 2021. “Depois de um ano de pandemia e recolhimento, é tempo de esticar as pernas, correr, dançar e dar um salto no ar para ganhar perspetiva”, explica a Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e seus Sucedâneos, em comunicado.

Bailarinos e modelos portugueses foram convidados a protagonizar uma sessão fotográfica assinada por Frederico Martins. O resultado é um conjunto de imagens que remetem para o silêncio de um recomeço. “Os corpos vividos, expressivos, musculados, habituados ao esforço e ao limite encolhem-se e espreguiçam-se, dobram-se e desdobram-se, abrindo-se à chegada da primavera. Como uma borboleta que sai do casulo à procura do sol.” 

A nova campanha Portuguese Shoes 2021 pretende também relembrar que a indústria portuguesa de calçado “continua a ser um valor seguro, uma referência de qualidade para o Mundo”, tendo na sua base a experiência de várias gerações e de cerca de 40.000 artesãos que todos os dias criam peças únicas.

“Pode a indústria do calçado ser uma forma de arte? A arte do detalhe feito com amor e com sabedoria, e a arte de nos fazermos ao caminho. Em 2021 vamos dar um salto no ar, de pés juntos, em direção ao futuro. Para criar bases duradouras, com os pés bem assentes na terra, na areia, na relva, no mundo. Pés como raízes.”

Ficha Técnica:

Coordenação: Paulo Gonçalves, com Claudia Pinto
Produção: Snowberry
Fotografia: Frederico Martins, assistido por Diogo Oliveira e Pedro Sá
Styling: Fernando Bastos Pereira
Coreografia: Marco Ferreira
Cabelos: Rui Rocha
Make Up: Patricia Lima
Atores/Bailarinos: Anilton Cabral (Da Banda), Carolina Casqueira, Daniela Hanganu (L´Agence), Isilda Moreira (L´Agence) e Ivan (We Are Models)