FacebookPinterestTwitter
17. Dezembro 2020

NUNO BALTAZAR CRIA FIGURINOS PARA A COMPANHIA NACIONAL DE BAILADO

-  Moda Portuguesa,  Dança

NUNO BALTAZAR CRIA FIGURINOS PARA A COMPANHIA NACIONAL DE BAILADO

'Teu Corpo Meu Eco' é um dos novos espetáculos da Companhia Nacional de Bailado (CNB), com coreografia de Filipe Portugal e figurinos assinados por Nuno Baltazar.     

O programa 'Primeira Vez' da CNB apresenta duas novas criações dos coreógrafos portugueses Marco da Silva Ferreira e Filipe Portugal, que coreografam, pela primeira vez, para a Companhia. Em simultâneo, Nuno Baltazar estreia-se como figurinista para um espetáculo de dança.

"Este programa sublinha o equilíbrio de preservar o património coreográfico mas, ao mesmo tempo, acrescentando novas criações, numa relação entre o repertório e a criação", explica a diretora artística da CNB, Sofia Campos.

O coreógrafo Marco da Silva Ferreira apresenta 'Corpos de Baile', uma abordagem contemporânea de um corpo (coletivo) em (re)construção.

Filipe Portugal, antigo bailarino da CNB, regressa à sua primeira casa para apresentar 'Teu Corpo Meu Eco', uma criação com uma estética neoclássica onde explora “as memórias do seu percurso nos corpos dos bailarinos que agora as transformam”. Para esta peça, Nuno Baltazar desenvolveu figurinos que partem de narrativas sobre o seu próprio processo criativo. Em estreita colaboração com o coreógrafo, o criador de moda materializou em forma de bustos, figurinos que refletem uma dicotomia de construção / desconstrução onde ambos os criadores projetam o seu futuro.

Esta primeira colaboração com Filipe Portugal e a CNB, representa para Nuno Baltazar “A oportunidade de concretizar um projeto há muito desejado, desenhar para Dança” e nela destaca “… a enorme generosidade com que o Filipe me integrou no seu processo criativo e confiou nas minhas propostas. E ainda a experiência de poder também trabalhar com a equipa de guarda-roupa e atelier da CNB que foi tão maravilhosa quanto enriquecedora.”

A peça está em exibição até amanhã no Tetro Camões, em Lisboa e nos dias 29 e 30 de dezembro no Teatro Municipal Joaquim Benites, em Almada.


TEU CORPO MEU ECO

“Quando voltamos a um lugar que nos é familiar, e que faz parte da nossa trajetória, somos sempre levados a olhar para trás.

A invasão de memórias de um percurso que nos permitiu construir o presente revelam-se transformadas em novos significados, com maior ou menor intensidade, com novas perceções, conceções e perspetivas.

“Teu Corpo Meu Eco” parte da reflexão sobre ideias, músicas e movimentos inscritos num percurso que, a partir de um processo de transformação, propõe outras leituras através da coreografia, da música e dos figurinos, sobre essas mesmas ideias base sem que com isso se crie uma narrativa.

Nesta oportunidade de regressar ao meu “local de partida” para criar um novo trabalho coreográfico viajo sobre as diferentes memórias que são parte do meu percurso profissional para, através dos intérpretes, explorar diferentes formas de transformação nas diferentes disciplinas inscritas na peça.”

Filipe Portugal


Fotos: Hugo David / CNB2020