FacebookPinterestTwitter
20. Fevereiro 2020

MODALISBOA VERDE

-  ModaLisboa,  Sustentabilidade,  ModaLisboa Awake

MODALISBOA VERDE

Estar em linha com a eleição de Lisboa como Capital Verde Europeia 2020 não se prende apenas com focar todas as ações abertas ao público da Lisboa Fashion Week na Sustentabilidade. Até porque há várias edições que a ModaLisboa se rege por um Guia de Boas Práticas que partilha com todos os seus parceiros - esta política de sustentabilidade abrange não só a escolha de todos os fornecedores do evento, mas também um conjunto de diretrizes que guiam as ações de todos os elementos da equipa.

Mas a ModaLisboa assume uma responsabilidade maior e quer ser uma plataforma de projeção de parceiros que, connosco, partilham valores éticos, morais e de respeito pelo planeta que habitamos. Num Lounge que marca a entrada para a MODALISBOA AWAKE, Catalyst, Fashion Revolution, Planetiers e WWF falam-nos da inovação tecnológica da nossa indústria, das pessoas (reais, de carne e osso) que fazem as nossas roupas, de como o futuro pode ser verde, de como a água é o nosso bem de luxo mais precioso. Estes quatro parceiros vão levar-nos em viagens virtuais, vão criar comunidade, vão consciencializar, vão educar. Estarão localizados na sala que dá acesso à nossa recepção, e, para além deles, também três contentores Humana serão personalizados por artistas - Rita Ravasco, Gonçalo Mar e RAF - e espalhados pelo recinto, numa parceria com o Terramotto. Qualquer pessoa que entre na Lisboa Fashion Week poderá depositar roupa, calçado e têxtil lar que já não queira - mas que tanto outros podem querer.

Todos estes projetos trabalham para tornar o mundo melhor. E nós, o que é que vamos fazer?

ANP|WWF
www.natureza-portugal.org

Quanta água é necessária para nos vestir? Na ModaLisboa, a Associação Natureza Portugal|World Wide Fund for Nature (ANP|WWF) quer sensibilizar o público para o preço real da roupa que compra. Uma simples T-shirt precisa, em média, de 2.700 litros de água para ser produzida. Num dia normal, uma pessoa veste mais de 15.000 litros de água. De cada vez que deitamos uma peça de roupa fora, estamos a desperdiçar toda a água que foi usada na sua confeção. A ANP|WWF vai, assim, tornar visível este número, colocando uma peça de roupa dentro de um aquário cheio com a quantidade de água que a mesma gastou na produção. A água é um recurso escasso e o slow fashion é imperativo — vamos fazer as nossas roupas durar, e poupar água no caminho.

CATALYST
www.fashioncatalyst.org

A Fashion Catalyst, uma plataforma inclusiva que encoraja sinergias entre líderes da Indústria de Moda e cuja missão é apoiar a mudança em direção à sustentabilidade e à economia circular, vai levar a ModaLisboa numa tour virtual. O que é que de melhor e mais inovador se faz hoje na indústria têxtil portuguesa? Quem são as fábricas que estão na linha da frente da tecnologia? A Catalyst convida o público da ModaLisboa a descarregar a app Awatar para que, na chegada ao lounge ModaLisboa Verde, possa embarcar numa viagem de realidade virtual pelos mais conceituados players nacionais. Para além desta experiência imersiva, a Catalyst também terá disponíveis amostras físicas para que a mensagem nos chegue em todos os veículos.

PLANETIERS
www.planetiers.com

O maior evento global de inovação sustentável, Planetiers World Gathering, vai estar na MODALISBOA AWAKE com um concurso que é impossível de perder. Os detalhes ainda estão por revelar, mas todos os dias serão selecionados dez vencedores que receberão um bilhete para este marco que chega em abril a Lisboa. O Planetiers World Gathering estará na Altice Arena entre os dias 23 e 25, mesmo a tocar na liberdade, e traz a Portugal nomes como Mohan Munasinghe, um dos vencedores do Prémio Nobel da Paz em 2007, Mathis Wackernagel, o criador da Pegada Ecológica, ou Fleur Pierets, artista e ativista LGBTQ+.

FASHION REVOLUTION
www.fashionrevolution.org

O Fashion Revolution é um movimento global pela transparência e espera estimular a sustentabilidade da indústria através da força coletiva. Na ModaLisboa, vai incentivar o consumidor a aderir à campanha #whomademyclothes, questionando as marcas que está a usar no momento sobre quem fez as suas roupas. Também pela ação coletiva, vai ser possível escrever e enviar postais com o objetivo de abrir uma ponte de diálogo entre stakeholders da indústria e o público em geral. Só juntos conseguimos exigir uma indústria responsável, e só juntos conseguimos construir um futuro melhor.

TERRAMOTTO
www.terramotto.com

Não vamos encontrar contentores da Humana dentro do Lounge Sustentável, mas melhor ainda: esta parceria com o Terramotto vai começar em vários locais da cidade. De 26 de fevereiro a 5 de março, no Largo Vitorino Damásio (Santos), no Cais do Sodré e no Campo Pequeno (na lateral da entrada para o Centro Comercial), três contentores personalizados por artistas — Rita Ravasco, Gonçalo Mar e RAF — servirão para que qualquer pessoa possa depositar roupa, calçado e têxtil lar que já não queira — mas que tanto outros podem querer. No dia 5 de março, esses contentores serão movidos para as Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento do Exército, onde estarão durante toda a MODALISBOA AWAKE.