FacebookPinterestTwitter
20. Fevereiro 2020

MODALISBOA AWAKE | STARTING POINT

-  Arte,  Música,  ModaLisboa,  ModaLisboa Awake

MODALISBOA AWAKE | STARTING POINT

A ModaLisboa é tanto sobre projeção como sobre afirmação. É tanto sobre sonhar como sobre fazer acontecer. E é, sempre foi, a incubadora dos começos.

Ser o palco da frescura da Moda nacional também significa ser o palco da arte. Não existe Moda sem arte. É, por isso, natural que este palco por onde desfila o talento dos designers de Moda nacionais sempre tenha estado aberto a todas as formas de criação que se completam, que se elevam e que constroem, juntas, algo maior.

Sabemos que a fasquia está alta. Os nossos holofotes já receberam o poder de Ana Moura, a energia dos D’Alva, a genialidade dos Salto, o amor de Fred dos Orelha Negra, a emoção e Isaura, a transcendência de Moullinex. E não foi só música. A ModaLisboa continua a ser a casa dos manifestos, das intervenções, das performances, da voz, das palavras. A ModaLisboa é a casa da arte, da cultura e do futuro - e é-o ainda mais esta edição, com um calendário de performances de música, arte, teatro e dança que enriquecem a programação e nos fazem ver o mundo de olhos mais abertos.

PROGRAMA

5 MARÇO 

PAÇOS DO CONCELHO

21H00 DEXTER | DJ SET HAPPENINGS UNITED FASHION LISBOA
O responsável pela banda sonora dos happenings de Moda de 15 designers de Moda europeus do United Fashion Lisboa começou a passar música em 1995, pelos bares do Bairro Alto. Tornou-se DJ residente do Lux Frágil no final de 1999 onde continua até hoje. Foi aí que criou com Zé Pedro Moura e 2m (vídeo), as noites dISORDER (2002/2005) que encheram a pista e os ecrãs do Lux com um todo de música e imagem. Com José António Moura (Novo Major/flur) fez as Strawberry Force Fields Forever, em que misturavam clássicos Techno, Acid House e as noites MING (2006) que investigavam o Psicadelismo, Disco, Electrónica e Kraut Rock. Entre 2009 e 2019 programou as festas S T A R D U S T B A L L S — também no Lux — onde atualmente também é co-programador. Também em 2010, trabalhou com Miguel Gonçalves Mendes na concepção da banda sonora de "José e Pilar”, o filme sobre a vida do Prémio Nobel José Saramago. Outro dos veículos da sua partilha é a rádio: colaborou em diversos programas na Rádio Voxx e na Rádio Oxigénio, e é atualmente uma das vozes do LuxFrágil FM, na SBSR.


6 MARÇO 

MERCADO DE SANTA CLARA

16H30 XANA GUERRA | DJ SET ENCERRAMENTO DA POP-UP STORE UNITED FASHION LISBOA
DJ Residente da ModaLisboa, Xana Guerra começa a tocar em 1979 na Rock House. Ao longo da sua carreira, passou por todas as grandes casas noturnas lisboetas, como o Frágil, o Lux, o Decibel, o Alcântara Mar e o Indochina. Na MODALISBOA AWAKE, para além de continuar a desenhar a banda sonora da Sala Club, Xana Guerra vai oferecer um momento musical ao encerramento da pop-up store UNITED FASHION LISBOA.

OFICINAS GERAIS DE FARDAMENTO E EQUIPAMENTO DO EXÉRCITO

19H30 MIKE11 | ABERTURA OFICIAL DA MODALISBOA AWAKE | JARDIM DAS LARANJEIRAS
Desde que começou a tocar guitarra portuguesa que Mike11 se tornou numa das maiores promessas nacionais. Premiado em 2012 como Revelação na Guitarra Portuguesa nos Prémios Amália, aos 14 anos já partilhava o palco com Mariza, uma das muitas grandes vozes que emoldurou com o seu talento. Mas as memórias sonoras de R&B e Hip-Hop que trazia da infância depressa o fizeram querer sair da zona de conforto. Percebeu que a música não é estática e que a fluidez de géneros pode dar origem a algo maior — não há paredes na arte. Em 2017, foi para os EUA para trabalhar com o icónico produtor Scott Storch (vencedor de 8 Grammys) e o resultado está visível no single My Tata, com o clássico Jeremih. Agora, Mike11 está a trabalhar no seu primeiro disco, em que apresentará um mundo onde a fusão de sons nos leva para algo maior, algo que não conseguiremos definir porque a música é maior quando nos leva para fora de pé.

22H00 MISTAH ISAAC | ÁREA SOCIAL
Produtor e compositor, de Cazenga (Luanda) uma das capitais em franca expansão de Angola. Veio para a Europa aos 11 anos. Apaixonou-se por Miles Davis, Miriam Makeba e Bob Marley. Aos 16 anos começou a compor com a sua viola, e a compartilhar sentimentos e as suas histórias e viagens. É um músico do mundo. A sua música mistura ritmo africano com influências ocidentais, demonstrando que a música une culturas. Partilhou palcos grandes, com nomes grandes: Donavon Frankenreiter é um deles. Compôs músicas para a Capicua, que contaram com a presença de cantores como Gisela João. Está prestes a lançar o seu primeiro álbum oficial, ainda este ano, "In Between the Colors", e a preparar a sua segunda tournée mundial. Destacamos o "Come Fly With Me", como single de estreia deste álbum.

7 MARÇO 

OFICINAS GERAIS DE FARDAMENTO E EQUIPAMENTO DO EXÉRCITO

18H30 DUARTE MELO | SALA LAB
Começou a trabalhar com São José Lapa aos 12 anos e, pouco depois, já fazia dobragens de desenhos animados na RTP2. Aprendeu com nomes como Sofia de Portugal, Mónica Calle ou Victor Hugo Pontes e já trabalhou com Carlos Avilez e Ricardo Neves-Neves. Tem cinco curtas-metragens, cinco espetáculos e duas performances — uma no MAAT de João Pedro Vale e do Nuno Alexandre e outra no Teatro Ibérico da sua autoria — no currículo e, agora, está a ensaiar um espetáculo com a Nova Companhia. Durante 15 minutos, Duarte Melo vai estar na MODALISBOA AWAKE para a performance TAKE CARE NOT TO KILL, COLLAPSE, “uma tentativa de palestra com o intuito de informar e alertar as pessoas para a sustentabilidade, a ecologia, o efeito do homem na natureza e as marcas que isso deixa, o desenvolvimento tecnológico e o seu impacto ambiental, a importância de alterar os hábitos de consumo e produção que vão contra o discurso de diminuição de causas ambientais”.

22H00 AURORA PINHO | JARDIM DAS LARANJEIRAS
Aurora Pinho é artista, música, atriz e modelo. Tem no portfólio peças como Nymphomaniac (performance), Uterus (música), Aurora de Areia (instalação), Rave in a Cave (música), Heteroptera (performance) e Aurora, o filme desenvolvido com Carlota Flor. Já trabalhou com diversos artistas, como Teatro Praga, Filipe Sambado, The Legendary Tigerman, Vaiapraia, Odete, Moullinex, João Pedro Vale, Carlota Lagido, Cyril Viallon, Fado Bicha, Vânia Rovisco, Marco da Silva Ferreira, Né Barros, António Onio ou Mauro Ventura e em 2013 terminou a sua formação em dança contemporânea no Balleteatro, no Porto. Para a MODALISBOA AWAKE, Aurora trará a performance FLESH AGAINST FLESH.


8 MARÇO

OFICINAS GERAIS DE FARDAMENTO E EQUIPAMENTO DO EXÉRCITO

17H30 ORCHIDACEAE | JARDIM DAS LARANJEIRAS
É um coletivo feminino e feminista, onde o movimento tem espaço infinito de existir. Podem ter muitos rótulos mas tentam desligar-se deles. Começaram em 2006 com o coletivo de Breakdance ButterflieSoulflow, e em 2012 surgiu o projeto Orchidaceae Fusion Bellydance. Em 2014, começaram a juntar tudo e hoje viajam entre universos de movimento e música que procuram que signifiquem algo num mundo em mutação. Na MODALISBOA AWAKE, apresentam uma proposta dentro do contexto do dia da mulher. Um texto duro e feminista:
"E fui carregada 9 meses por uma mulher.
E ela por outra e ela por outra.
E ela por outra e ela por outra.
E ela por outra e por outra e por outra e por outra.
Somos nós. As filhas das mães."

20H30 SURMA | JARDIM DAS LARANJEIRAS
Débora Umbelino tem 24 anos e é mais conhecida pelo nome artístico de Surma, projeto a solo que começou em 2015. O seu disco de estreia, Antwerpen, chega no final de 2017, tendo uma aclamação generalizada que a colocou num lugar cimeiro dos novos valores da música nacional. Meios como o Expresso, Público, Blitz ou Antena 3 votam-no como um dos melhores do ano e a Sociedade Portuguesa de Autores nomeou "Hemma" para melhor canção de 2017. Nos últimos dois anos apresentou-se ao vivo por mais de 200 vezes e por 16 países. Internacionalmente viu o seu disco de estreia ser editado em vários países europeus e ser nomeado para melhor disco independente do ano pela IMPALA (Associação Europeia de Editoras Independentes), conseguindo destaque em meios tão prestigiados como a BBC, o Musikexpress ou a NPR. No final de 2019 lançou um EP com a revisitação de alguns dos primeiros temas da sua carreira e prepara a edição do segundo longa-duração para o ano de 2020.