FacebookPinterestTwitter
26. Maio 2020

MODALISBOA ABRE CANDIDATURAS PARA O CONCURSO SANGUE NOVO. SÓ NA CRIAÇÃO EXISTEM RESPOSTAS

-  Sangue Novo,  ModaLisboa

MODALISBOA ABRE CANDIDATURAS PARA O CONCURSO SANGUE NOVO. SÓ NA CRIAÇÃO EXISTEM RESPOSTAS

O que mais temos são perguntas. Se as ferramentas de edição de texto nos mostrassem os caracteres mais usados nos últimos dois meses, de certeza que o ponto de interrogação levaria o troféu. Logo a seguir ao espaço, que já está gasto nos nossos teclados. A verdade é que precisamos dos dois. Precisamos de questionar e precisamos de espaço para responder. E estamos sempre a chegar à mesma conclusão.

A resposta está na criação. Se não sabemos como será o amanhã, vamos desenhá-lo. Na Moda, como na vida, não existem telas em branco: já todas foram pinceladas pelas bases da circunstância, pelas barreiras quebradas por uns e pelos muros criados por outros. Hoje, ainda que tudo esteja diferente, as nossas ferramentas são as mesmas.

O Sangue Novo é a plataforma da ModaLisboa que desenha sobre a tela mais leve. É, também, a plataforma que pode decidir rasgar a tela e pintar nas paredes, no chão, no ar. Por causa dessa liberdade, dessa frescura e dessa esperança, a Associação ModaLisboa volta a lançar candidaturas para o concurso anual, com a primeira fase em outubro de 2020 e a segunda, e final, em março de 2021.

Foi uma decisão que obrigou a muita ponderação — e aos tais pontos de interrogação. Enquanto concurso especialmente dirigido a alunos finalistas de cursos superiores e profissionais em Design de Moda — e aberto a jovens designers de moda recém-formados que estejam a iniciar a sua marca — não foi possível ignorar os constrangimentos provocados pela pandemia que vivemos. Aulas à distância, incapacidade de materializar projetos e de aceder a materiais, coleções comprometidas. Mas foram também estes constrangimentos que nos impulsionaram a abrir candidaturas. Nunca, como hoje, foi tão importante ter esperança. Nunca, como hoje, foi tão importante ter um objetivo. Nunca, como hoje, foi tão importante incentivar a criatividade e os ativos da nossa cultura.

Os parâmetros estão diferentes, claro. As candidaturas serão estritamente digitais: dos dez coordenados enviados, o júri escolherá cinco para serem apresentados no Sangue Novo. Os dez designers selecionados na primeira fase apresentarão as suas coleções em outubro de 2020, e cinco passarão para a fase final, em março de 2021. Esta edição do concurso Sangue Novo está aberta apenas a designers nacionais.

Os prémios mantêm-se: os cinco jovens designers vencedores da primeira fase terão um apoio monetário de 1000 euros para confecionar a próxima coleção, e um deles receberá de imediato o Prémio The Feeting Room, que lhe dará oportunidade de vender a coleção num dos espaços da concept store. Na final, este prémio é de novo atribuído e a ele juntar-se-ão os Prémios ModaLisboa x Tintex Textiles (residência de 3 semanas na Tintex Textiles, com a oportunidade de desenvolver uma coleção cápsula com materiais Tintex, uma bolsa de 500 euros e um prémio monetário de 1.500 euros atribuído pela ModaLisboa para o desenvolvimento de uma nova coleção, a apresentar na plataforma Workstation da ModaLisboa, em outubro de 2021) e ModaLisboa x Polimoda (Polimoda Master in Fashion Design, com início em outubro de 2021, ou Polimoda Master in Collection Design, com início em janeiro de 2022, no valor de 28.000 euros, uma bolsa de 3.500 euros, bem como a apresentação na plataforma Workstation da ModaLisboa).

Os projetos deverão ser enviados para o e-mail sangue.novo@modalisboa.pt até às 17H de 20 de julho de 2020 e o regulamento completo pode ser consultado AQUI.

A importância de incentivar a criação vive um momento sem precedentes. Nós vivemos um momento sem precedentes. O único caminho é, por isso, para adiante. Juntos, vamos desenhar o amanhã.

Não há maior liberdade que o futuro. E o futuro é Sangue Novo.