FacebookPinterestTwitter
10. Outubro 2019

MODA É FUTURO. E O FUTURO É COLETIVO. MODALISBOA COLLECTIVE VAI COMEÇAR

-  ModaLisboa,  ModaLisboa Collective

MODA É FUTURO. E O FUTURO É COLETIVO. MODALISBOA COLLECTIVE VAI COMEÇAR

Estamos em contagem decrescente para a MODALISBOA COLLECTIVE.

COLLECTIVE é a crença da união. É a pluralidade numa palavra. É a vontade de nunca parar de inovar e de crescer. 

São 4 dias em 5 espaços, um deles aberto pela primeira vez a Lisboa. No fim, o resultado é 1. Um evento. Uma semana de moda em que se ultrapassam limites e se quebram barreiras e se reinventa a forma de pensar e apresentar moda.

Há desfiles em formato clássico, mas há também apresentações, happenings e performances que expandem a criatividade e se comprometem a mostrar as coleções para a primavera/verão 2020 dos criadores nacionais. Hoje começamos no Palácio Sinel de Cordes - Trienal de Arquitectura de Lisboa, com os happenings de moda dos designers da Workstation - António Castro, Archie Dickens, Cristina Real, Federico Protto, Opiar e Rita Afonso - entre as 17h00 e as 18h00. A partir das 18h00 realizam-se, no Mercado de Santa Clara, as Fast Talks, nesta edição dedicadas ao tema Fashion & Positive Impact. Convidamos Alfredo Oróbio, Carolina Alvarez-Ossorio, Eva Geraldine Fontanelli e Patrick Duffy para se juntarem nesta discussão, com moderação de Joana Barrios. As Fast Talks têm entrada livre e serão transmitidas em live stream em modalisboa.pt.

Amanhã, mudamo-nos para as Antigas Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento do Exército. Começamos com o concurso Sangue Novo e a apresentação das coleções dos jovens designers Inês Manuel Baptista, Feliciano, Beatriz Julião, Filipe Cerejo, Cêlá (by Naomi Marcela), Ferencz Borbala, André Santos, Francisco Pereira, Louis Appelmans e Flávia Brito. Após a avaliação dos trabalhos desenvolvidos pelos designers, o júri, composto por Miguel Flor (presidente do júri e diretor criativo da revista Principal), Lidija Kolovrat (designer de moda), Veronique Branquinho (designer de moda), Adriano Batista (diretor da revista Fucking Young!) e Danilo Venturi (diretor da Polimoda) elegerá os 6 designers finalistas que passarão à segunda fase do concurso e irão apresentar uma nova coleção em março de 2020.

Além dos desfiles dos nossos criadores, a ModaLisboa continua a apostar afincadamente nas ações abertas ao público, como o Check Point, um espaço de diálogo que visa fomentar a partilha de conhecimento, a inovação e a promoção das melhores práticas na Indústria de Moda nacional, que nesta edição vai oferecer um leque variado de atividades no âmbito do saber-fazer, da sustentabilidade, novas tendências e tecnologia.

A exposição Workstation, onde os fotógrafos Matilde Cunha, Miguel Santos e Nuno Montoito e as ilustradoras Catarina Guedes, Mafalda Fialho e Rita Lima irão expor as suas visões destes 4 dias de MODALISBOA COLLECTIVE. Sem normas, prescrições ou ordens.

De entrada livre é também o Wonder Room, a pop-up store da ModaLisboa, que nesta edição reúne um coletivo de marcas da área da joalharia, manufatura, calçado, vestuário e lifestyle e três jovens designers da plataforma Workstation. Pela primeira vez, o Wonder Room terá uma programação própria, dando ao público a oportunidade de aprender ao vivo sobre como são feitos alguns dos produtos e de conhecer melhor as histórias por detrás destes nomes emergentes.

As exposições na ModaLisboa também continuam a crescer e a superar-se, de edição para edição, acrescentando conhecimento e valor à nossa construção do universo de moda. Em COLLECTIVE apresentamo a exposição Portuguese Shoes by APICCAPS, dedicada aos acessórios e ao calçado nacional; o Showcase ModaPortugal, uma iniciativa do CENIT – Centro de Inteligência Têxtil em parceria com a ANIVEC/APIV, Stoners | Slices of Infinity by Colisão Studios x Assimagra e promovido por Clusters Recursos Minerais, que une a Moda à tradicional pedra mármore portuguesa; a apresentação de um vestido criado por Dino Alves inspirado pelo trabalho de Keith Haring; Uma Ode a Olga Noronha”, com peças da série ODE; e entrada livre no Museu Militar de Lisboa e na Sala dos Gessos.

No espaço ModaLisboa Resort, no Jardim das Laranjeiras, voltam os clássicos de street food: as Piadinas Zanotta, a Cervejaria de Rua, a Veggie Lovers, a Madame Gaufre, o Quiosque Bogani e a carrinha Licor Beirão.

A ModaLisboa está maior, mais abrangente e mais aberta. É, hoje, um coletivo de ideias, visões e opiniões que se juntam com um objetivo comum: fazer tudo por uma indústria mais sustentável e por um mundo melhor. Criamos um evento mais completo para que possamos ouvir mais vozes e pensar em conjunto.

Bem-vindos à MODALISBOA COLLECTIVE. Moda é futuro. E o futuro é coletivo


MODALISBOA COLLECTIVE
SS 20
10. 11. 12. 13 OUTUBRO 2019
ANTIGAS OFICINAS GERAIS DE FARDAMENTO E EQUIPAMENTO DO EXÉRCITO

Apresentação oficial das Coleções dos Criadores Portugueses.

A Lisboa Fashion Week é promovida pela Associação ModaLisboa em co-organização com a Câmara Municipal de Lisboa. A iniciativa é cofinanciada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional através do Programa Operacional de Lisboa do Portugal 2020.